Como Funciona


Como funciona

A ideia de buscar patrocinadores para financiar projetos é milenar. Nossa tecnologia atual tem permitido fazer isso com eficiência cada vez maior e com melhores resultados para todos e o que é melhor, com uma excelente relação custo/benefício.

Saiba Mais 

 

Nossa plataforma eletrônica (websites e aplicativos) é destinado à 03 públicos: aquelas pessoas ou empresas que fazem os Projetos acontecerem (os "Realizadores"); aquelas pessoas ou empresas que financiam os Projetos (os "Apoiadores") e os agentes de negócios (os "Captadores").

 

Basicamente, em nossa plataforma eletrônica (websites e aplicativos), os Realizadores cadastram seus Projetos e os Apoiadores participam contribuindo financeiramente. A Culturinvest é captadora de recursos, agenciadora e intermediária nas relações entre Apoiadores (Empresas e Pessoas Físicas) e Projetos.

 

Nossa plataforma Culturinvest visa aproximar pessoas, projetos e capital.

Desde 1996 fazemos isso de forma bem sucedida, a partir do entendimento de que cada pessoa é única e merece tratamento personalizado. Aprendemos na prática que ninguém doa recursos para projetos porque "é dinheiro do imposto", é preciso mais do que este argumento. É preciso tratar o Apoiador como Investidor. É preciso fortalecer a cultura do investimento. A Culturinvest não é uma empresa filantrópica, somos uma equipe profissional, que desenvolve tecnologia e investe muito no atendimento e no marketing com o propósito de realizar negócios. Nossa principal remuneração é a comissão de captação.

 

Os participantes de nossa plataforma eletrônica se organizam em três tipos:

 

Os (1) REALIZADORES, os (2) APOIADORES e os (3) CAPTADORES todos são parceiros de nossa plataforma.

 

  • Os REALIZADORES são as pessoas físicas e/ou empresas que IDEALIZAM os PROJETOS e pretendem atrair parceiros apoiadores, captar recursos para viabilizar sua realização e depois prestar contas de suas atividades. O histórico e a reputação dos Realizadores são critérios importantíssimos.

 

  • Os APOIADORES são as pessoas físicas e/ou empresas que tem interesse em contribuir financeiramente com os Projetos. os Apoiadores podem ser chamados de Patrocinadores, Financiadores, Doadores, Participantes ou Investidores, não importa o nome, ao selecionar um Projeto para destinar-lhes recursos os Apoiadores estabelecem uma parceria no seu sucesso.

Saiba Mais

 

 

  • O CAPTADOR DE RECURSOS é parte fundamental no processo. A Culturinvest proporciona plataformas eletrônicas para atendimento de cada um destes atores: Realizadores, Apoiadores, Projetos e outros captadores também. Nosso papel é aproximar REALIZADORES e APOIADORES de Projetos e possibilitar que a contribuição financeira seja feita de forma segura e transparente. A Culturinvest mantém um programa de co-captação no qual atua em parceria em outros captadores, dividindo atividades de prospecção, atendimento ao cliente, aspectos burocráticos, emissão de recibos e outros documentos, etc.

 

Em alguns casos, os APOIADORES poderão ter incentivos fiscais nas contribuições financeiras. Isto depende de cada projeto, todas as informações serão fornecidas de forma clara.

 

OS PROJETOS

 

Os PROJETOS são o objeto da relação entre APOIADORES e REALIZADORES. Os projetos têm começo, meio e fim e seus resultados devem ser claros e objetivos. Cada Realizador pode ter quantos projetos quiser simultaneamente e o Apoiador pode apoiar quantos projetos quiser. Alguns projetos podem oferecer incentivos fiscais aos Apoiadores desde que previamente autorizados por órgão público em sua área de atuação.

 

Podemos classificar os projetos de acordo com sua natureza, ou como preferimos, por sua Categoria, por exemplo:

 

  • Projetos de Inovação e Empreendedorismo: startups, protótipos, ideias de novas empresas, novos produtos e serviços, financiamento à pesquisas científicas, ofertas de licenças de propriedade intelectual (licenciamento de patentes e marcas), concessão de bolsas, etc.

 

  • Projetos Culturais, artísticos e audiovisuais: com ou sem incentivos fiscais, projetos de produções artísticas diversas, tais como teatro, cinema, artesanato, literatura, fotografia, música, museus, exposições, etc.

 

  • Projetos relacionados à Saúde: com ou sem incentivo fiscal, projetos de prevenção, prática de exercícios físicos, conscientização, etc.

 

  • Projetos relacionados à Educação: com ou sem incentivo fiscal, projetos de experimentação científica e cultural, eventos escolares diversos, mostras e feiras, aquisição e distribuição de material escolar, aprimoramento profissional de professores, reformas, educação de jovens e adultos, educação a distancia (EAD), cursos, cursos de férias, cursos especializados, etc.
  •  
  •  
  • Projetos esportivos: com ou sem incentivo fiscal, formação de atletas, promoção de intercâmbios, realização e participação em eventos, aquisição de material esportivo.
  •  
  •  
  • Projetos com Idosos, infância e adolescência: apoio a projetos e programas específicos voltados aos cuidados com idosos, crianças e adolescentes.

 

COMO INSERIR SEU PROJETO

 

Passo 1: Fazer seu registro na plataforma Culturinvest

[  botão Registre-se ]

 

 

Passo 2: Inserir seu Projeto

 

Você precisará das seguintes informações para registrar um projeto:

 

1 - Uma imagem para representar seu projeto (a qual deve ter medidas de 800x400 pixels)

2 - Título do Projeto

3 - Categoria na qual seu Projeto se enquadra

4 - Objetivo do Projeto: valor do projeto em captação

5 - Localização: nome da cidade na qual o projeto será realizado (ou onde é sua base)

6 - Prazo do Projeto: prazo (em dias) para a realização da campanha de captação de recursos

7 - Sobre o projeto: descreva aqui seu projeto e resultados esperados

 

 

 

 

A plataforma oferecida pela Culturinvest possui um Código de Conduta Digital os Termos de Uso e Condições Gerais e nos reservamos o direito a não admitir ou manter qualquer tipo de projeto exposto ao público, tão somente aqueles que estejam de acordo com nossas políticas.

 

LEIS DE INCENTIVO

Existem algumas leis que incentivam a realização de determinados tipos de projetos e concede incentivos fiscais para os Apoiadores que lhes destinarem recursos financeiros, como por exemplo:

 

  • Lei Rouanet (Lei federal de incentivo à cultura): incentivo fiscal no Imposto de Renda da pessoa física e das empresas.

Saiba Mais

 

  • Lei Federal de Incentivo ao Esporte: incentivo fiscal no Imposto de Renda da pessoa física e das empresas.

Saiba Mais

 

 

  • Existem leis estaduais de incentivo à cultura e ao esporte, que concedem incentivos fiscais no ICMS em vários estados brasileiros, como MG, RJ, CE, BA, SC, RS e SP.
  •  
  • E também há leis municipais que concedem incentivos fiscais no ISS e no IPTU em algumas cidades, como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.
  •  
  • Há ainda projetos de lei que debatem a criação de incentivos fiscais no imposto de renda para Projetos de Inovação Tecnológica, tema que recebeu prioridade constitucional em 2015 com a aprovação da Emenda à Constituição (EC-85), um passo importantíssimo para promover o desenvolvimento econômico e social. Todos os setores econômicos ganham com isso.

 

 

Atenção: Toda ideia, toda iniciativa, pode ser transformada em Projeto e pode buscar captar recursos, mas nem todos os projetos têm incentivos fiscais. Para se obter autorização de captação de recursos incentivados o Realizador deve submeter seu projeto aos órgãos públicos responsáveis e o recebimento de recursos dedutíveis nos impostos só pode ocorrer após aprovações. Por outro lado não ter incentivo fiscal não é impeditivo para que um Projeto receba apoios. A maioria dos apoios, investimentos, patrocínios a projetos no Brasil não têm incentivo fiscal, pense nisso!

 

CONTRAPARTIDAS AOS APOIOS

Entendemos que os Apoiadores fazem jus a contrapartidas em razão de suas constribuições financeiras a Projetos. Existem vários tipos de contrapartidas e no caso de leis de incentivo elas são regulamentadas. Nos demais casos podem ser livremente estabelecidas entre Realizadores e Apoiadores.

 

Exemplos de contrapartidas (independentemente de se tratar de projetos com incentivos fiscais):

 

  • Exposição de marcas: marketing cultural, marketing esportivo, naming rights, etc., associados aos projetos.

 

  • Merchandising: introdução de produtos e marcas em eventos ou produções com propósito de gerar percepção positiva no público ou ainda proporcionar experiências com as marcas e produtos dos patrocinadores.
  •  
  •  
  • Publicidade e propaganda: divulgação de marcas em mídias públicas.
  •  
  •  
  • Menções honrosas: inscrição do nome dos Apoiadores em livros, placas, convites, leitura do nome em discursos, agradecimentos públicos, etc.
  •  
  •  
  • Eventos especiais: sessões fechadas para convidados, apresentações especiais em eventos corporativos, pré-estréias, avant-prèmieres, coquetéis para convidados, etc.
  •  
  •  
  • Convites especiais: convites vip, acesso a camarins, cafés da manhã, almoços, jantares, ou com privilégios de apoiadores.
  •  
  •  
  • Privilégios de apoiadores: descontos especiais, preferência de compras, programas de recompensa e fidelidade, rede de descontos e outros benefícios.
  •  
  •  
  • Brindes, kits, descontos: recebimento de parte dos produtos dos projetos para livre distribuição do Apoiador.
  •  
  •  
  • Direitos de preferência: preferência nas renovações de contratos, preferência na aquisição de ingressos, convites, etc., preferência na igualdade de condições com terceiros, preferência na aquisição da produção, etc.
  •  
  •  
  • Exclusividade na exploração comercial: no caso de lienciamento de marcas e patentes.
  •  
  •  
  • Participação nos resultados: no caso de projetos de empreendedorismo e inovação tecnológica.
  •  
  •  
  • Satisfação pessoal: quando o Apoiador contenta-se em estar satisfeito em apoiar, independentemente de outras contrapartidas.

 

 

O PRIMEIRO PASSO É REGISTAR-SE NA CULTURINVEST

[ botão registre-se ]

 

 

Ao se registar, você abre uma conta Culturinvest através da qual todo nosso relacionamento se desenvolverá.

 

Você pode simplesmente utilizar nossa Rede de Afinidade e Compartilhamentos, tal com uma rede social especializada e com foco em negócios e inovação e divulgar seus projetos e ideias, ou pode apenas utilizar a plataforma de captação de recursos e financiamento coletivo.

 

As empresas contam com um serviço especial de assessoria nos investimentos em projetos, com uma plataforma própria na qual é possível acompanhar todos os aspectos relacionados aos projetos e gerar relatórios de acompanhamento.

 

Para pessoas físicas apoiadoras também contam com um serviço especial, ao acessar sua conta Culturinvest você terá acesso ao seu histórico e relatórios de acompanhamento.

 

Para os realizadores e gestores de projetos, nossa plataforma resolve vários aspectos burocráticos tais como emissão eletrônica de formulários, relatórios diversos e realatórios de acompanhamento, compartilhamento da prestação de contas com apoiadores e acesso a rede de captadores e co-captadores, além de se apresentar para as empresas de nossa base, estimulando a captação de recursos.

 

 

 

PARA CAPTAR RECURSOS

Cadastre seu Projeto e inicie sua campanha de captação de recursos, é simples e gratuito.

Apenas sobre os valores recebidos pelo seu Projeto, serão cobradas as despesas operacionais, impostos, taxas de cartão e uma remuneração de sucesso que variará de acordo com o porte e complexidade seu projeto, entre 1% e 10% do valor captado.

No caso de projetos com incentivos fiscais, regras definidas em lei podem não permitir a finalização da contribuição financeira via site. Nestes casos todos os passos poderão ocorrer eletronicamente e o pagamento conforme determinam as leis que regem os incentivos fiscais.

O atendimento ao APOIADOR será totalmente realizado pela Culturinvest Captação de Recursos e Financiamento Coletivo

 

PARA APOIAR PROJETOS

Todos os apoios financeiros precisam ser nominais. Não são permitidas contribuições anônimas, porém a divulgação de seu nome no site é opcional.

Cadastre-se no site, é simples e gratuito.

A Culturinvest Financiamento Coletivo lhe prestará total atendimento pré e pós realização de seu apoio financeiro ao projeto.

 

INCENTIVOS FISCAIS

Alguns projetos estão previamente autorizados pelos órgãos competentes a captar recursos que podem ser deduzidos em impostos pelo APOIADOR (pessoa física e/ou jurídica). São os chamados incentivos fiscais. Podem ser voltados:

  • à Inovação Tecnológica;
  • ao incentivo ao Esporte;
  • a Projetos Sociais;
  • a Projetos culturais e audiovisuais;
  • a fundos da infância e da adolescência;
  • a Endowments de universidades (em fase final de debate no Congresso Nacional).

 

Basicamente, as Pessoas Físicas, que declaram Imposto de Renda pelo Modelo Completo (que permite deduções de despesas médicas e escolares, por exemplo), podem deduzir os patrocínios e doações até o limite de 6% do IR devido.

Saiba Mais

E as Empresas, que apuram o Imposto de Renda pelo regime de Lucro Real (o que exclui todas as empresas do Simples nacional e do Lucro Presumido) podem destinar anualmente até 5% do IR devido, via exclusão no Lalur. Dependendo do tipo de aprovação de cada Projeto pode haver parcela não dedutível, resultando em utilização de recursos próprios.

As Empresas contribuintes do ICMS nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais podem deduzir parcelas do ICMS  próprio (excluído a parcela do ICMS ST) destinadas a projetos aprovados por leis de incentivos em suas respectivos UFs. Os incentivos incluem parcelas de recursos próprios não dedutíveis e que devem ser desembolsados em dinheiro pelas empresas.